terça-feira, 30 de novembro de 2010

"Eu quero ver... Portugal... Na CEE!!!!"

Supostamente, a entrada de Portugal para a CEE (actual União Europeia), em 1986, deveu-se às facilidades que iríamos encontrar, uma vez ligados aos restante países europeus, passando a pertencer a uma rede de Estados, um pouco à imagem dos Estado Unidos da América. E supostamente porquê? Porque nós, no Tertúlia Cor-de-Burro-a-Fugir, descobrimos a verdadeira razão para a entrada de Portugal para a actual União Europeia.
Desde o fim da 2ª Guerra Mundial que se sentiu uma necessidade de unir os países europeus. E várias tentativas foram feitas, todas com um relativo sucesso. Então, nos anos seguintes, cada vez mais países iam entrando nesta comunidade europeia, usufruindo do que Portugal só a partir de 1986 iria usufruir. E foi sob a administração do Governo de Cavaco Silva que Portugal Aderiu à União Europeia única e exclusivamente por causa dos Hippies Pé-Descalço!!


Ahhh pois é! Deixem que vos explique:
Hippies Pé-Descalço sempre existiram, mas esta variante só começou a dar mais nas vistas nos anos 50 e 60, com a explosão do Rock. Para Portugal, que é isso que nos interessa, foi nos anos 80, porque eu digo!

Esta união entre os países europeus provocou um desaparecimento das fronteiras e da necessidade do uso de passaporte entre os países aderentes, o que facilitou bastante a vida ao Hippies Pé-Descalço, Portugal passou a ser o seu destino de sonho, como se comprova hoje em dia.
Devemos ao Hippies Pé-Descalço a entrada em Portugal da Marijuana, Coca-Cola, McDonalds e Volkswagen,assim como também a certas técnicas milenares de roubo de laranjas e de caça em galinheiros.
Os Hippies Pé-Descalço não precisam de dinheiro, roupas, documentos, enfim, luxos!!
Dêem-lhes um tecto em troca de seu trabalho, uma folha de papel e um lápis e tá feito. Ficam felizes.
Os Hippies Pé-Descalço são artistas, são inteligentes, são habilidosos, são eremitas.
O que trouxeram de bom para o nosso país? Essa dúvida ainda persiste, mas existem teorias que foi qualquer coisa. Numa coisa, todos os grandes pensadores do nosso país estão de acordo: Não trouxeram nada de mal, são completamente inofensivos, o que me deixa bem mais descansado.


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Antagonizar

Antagonizar, esta palavra tem de facto uma história muito engraçada, e ao contrario das outras palavras que já falei, esta, é a forma original da palavra, o radical por assim dizer. Este verbo intransitivo, tem como significado exactamente: contrariar, hostilizar, opor, exercer acção contraria. De origem "quichua", língua oficial do "Império Inca" manteve a sua fonética até aos dias de hoje, muito se deveu à semelhança de significado que ainda mantém com as duas outras palavras a que dela tiveram origem: "Anta" e "Agonizar".
(Tapirus terrestris)Anta, animal vulgarmente
conhecido como Tapir.
Habitat: Floresta Amazónia

Numa bonita primavera do ano de 1498, em "Tawantinsuyu", ou "Império Inca", hoje em dia o actual Peru, um jovem dentista, acabadote de se formar na faculdade de medicina de "Tawantinsuyu", instalou consultório na zona de "Cusco", mais conhecida por: "Umbigo do Mundo". Este jovem dentista sofria de, como dizer, sofria de um distúrbio patológico psíquico-somático que lhe afligia a zona da boca, era gago. Sinto muito ao dizer que, a sua carreira como dentista durou muito pouco, tão pouco que só teve um cliente: o "Filho de Inti", por outras palavras, o próprio Imperador em pessoa, filho do deus sol "Apu Inti" como eram considerados todos os imperadores Incas. O nosso caro dentista de tão nervoso, gaguejava, ga-ga-ga-ga-gueja-ja-ja-ja...java muito, coitado. O imperador explicou que lhe doía ali um dente, e o nosso dentista encaminhou-o para a cadeira examinou-o e, tentado impressionar o Imperador enquanto tentava remover o mal fadado dente com um alicate, sim porque a medicina dentaria da época não era propriamente a de hoje, não havia anestesia, enfim, com a torquez bem firme no dente exclamou:

- "Va-va-vamos lá-lá-lá anta-anta-anta-agonizar esse-esse de-de-de-ente!"

E puxou com toda a força. Sim, conseguiu remover o dente que puxou.
No outro dia foi executado, e é por esta razão que ninguém sabe qual era o seu nome afinal, é que o Imperador ordenou que nunca mais ninguém prenunciasse o nome do homem que lhe tinha arrancado um dente errado e provocado tal agoniante dor. Meu caro, olhe antes para o que estão a fazer, para depois não provocarem dor desnecessária a alguém, e ficarem conhecidos como antas.




NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

Matança do porco

Quando eu era pequenina
E o Inverno começava
A chuva caia fininha
Na aldeia já a velha gritava

Oh, gente! Oh vizinhança
Amanhã podem vir todos
O meu porco vai à matança
E o meu Zé apanhou uns tordos

E são sete da manhã
Faz um frio de rachar
As mulheres batem o dente
E os homens começam a emborcar

Entre medronhos e aguardente
Filhós doces e fresquinhas
Eles vão buscar o Porco
E até tropeçam nas Galinhas

Lá vêm eles gritando
Com o pobre do animal
Que se tenta ir soltando
Pois já sabe o seu final

Mesmo sabendo que vai morrer
O porco desnorteado
Sabendo que vai sofrer
está todo amarrado

Mas o problema não é esse
Ele farta-se de grunhir
Mas quando lhe espetam a faca
Ele parece nem sentir

Também!! Pudera...O homem que o matou, tresandava tanto a medronho que o porco do porco morreu bêbado!!!


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

D Vlog ep2


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

De pai para filho

- Son, I don't want you to get any near of portuguese people!

- Why, daddy? Are they scum?

- Watch your language, child!

- Ohh, sorry, daddy.

- Ok. Do you know what they do in Portugal?

- No. what?

- They kill pigs!!!!

- Oh, no!!!

- Yes!

- Why on earth do they do that, daddy?

- Supposedly they kill the poor pigs to gather family and friends in the house.

- Bastards!!!! They should get their nails all dirty!!!!

- Please, watch your language. But... They sure should!!! That is a terrible punishment, indeed! But there's more!!! Do you know what they do with the poor dead little piggy?

- More????? No. What?

- They fit him inside his own guts.

- Terrible, terrible persons!!!

- They are! And they eat the little helpless animal's ears and feet and tail with beans!

- Ohhh no!!!! I think I'm gonna cry!!!

- And they do the same thing with cows!!!!

- Cows????? They kill cows? Those beautiful black and white grass eaters? And they fit them in their own guts, too? And they eat their ears, feet and tail with beans?

- I suppose so!!! They probably do that with every poor little animal. The ungratefull mean persons!

- Bastards!!!!!!!!

- Please!!! Please, watch your language!

- Sorry, daddy. Ohh!!! Look at the time!

- Ohh!!! Yes!! It's lunch time. There's a McDonalds nearby. Wanna go?

- Sure!!!!! May I have a Big Mac?

- Of course, son!!!






NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

Gelo, porco e enchidos


Questão difícil esta de falar de uma só vez de temas tão díspares. Culpa minha! E agora tenho de misturar tradições portuguesas milenares: a matança do porco e os enchidos resultantes da mesma, com o degelo. Ai vida! Será que me safo desta?

É verdade que a matança do porco ocorre geralmente na estação fria. Que a matança do porco origina uns bons enchidos e uns convívios valentes, apesar de apenas gostar dessa parte (odeio os guinchos do porco!). No entanto, hoje em dia, já não é possível matar o porco como antigamente. Tem tudo de ser no matadouro, como se fosse a mesma coisa! Matam tudo e a tradição já não é o que era. Era vê-los nos campos a guincharem que nem... porcos... ou a fugirem quando davam uns coices valentes, e pendurados à porta  das casas  ou das lojas para recolher o sangue. Bons ou maus tempos, olha que agora nem sei!

Entretanto, em Portugal tem aparecido gelo por todo o lado. Não vêm? Eu dou umas dicas. As relações sociais têm gelado, o consumo privado está quase tão gelado como a Antárctida, daqui a dias são os empregos que vão gelar por falta de trabalhadores por eles preferirem aquecer-se todos juntos num passeio por Lisboa. E ainda dizem que estamos na era do degelo!
 
Por conseguinte, temos de aproveitar esta época para matar uns quantos porcos* e fazer uns ricos enchidos. Acho que esses não me importo de os ouvir guinchar por perderem o posto. Aproveitamos e fazemos uns enchidos, exportamos e a balança comercial até melhora. O problema é encontrar mercado para eles, mas com certeza alguns países ou credores não se hão de importar de os ter por perto… assim podem ajustar contas mais facilmente.

© Joaquim Guerra


*No sentido figurado, claro… não vão para aí dizer que tenho alma de assassino.


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Origem do sufixo "-ismo"

"-μóç" tradução "-ismós" tem origem na antiga Grécia, no principio da origem do primeiro latim complexo, ainda no sânscrito antigo. Este era utilizado para formar substantivos de acção a partir de verbos, exemplo: "acampar" acrescentando o sufixo ao radical, que é a forma primaria do verbo obtemos "campismo".
Estes são os factos de conhecimento geral que aprendemos na escola quando estudamos gramática, mas por trás desta aparente inofensiva forma gramatical paira uma aura de horror e tragédia, tragédia esta que foi imortalizada pela Ilíada de Homero. Na realidade os factos que deram origem a guerra em Tróia, que nada teve haver com o jovem Páris e a bela Helena, e nem Aquiles foi mortalmente ferido da forma como contam. Tudo se deveu a uma brincadeira infantil entre um dois jovens de 14 anos, Equinócio, de origem grega, que fugira da Grécia por estar farto de "IG", e Octávios, jovem troiano que se julga ter sido, muitos anos mais tarde, o primeiro top-model masculino e quiçá o primeiro metrossexual da história. Estes dois rapazes disputavam então, no ano de 1232 antes de JC, uma muito renhida partida de "παιχνίδι μάρμαρο", o tão popular "jogo do berlinde" que todos jogamos quando em crianças. Como todos os metrossexuais, Octávios, não tinha jeito nenhum para aquilo, e não gostava de perder, e como Equinócio não era daquelas bandas, Octávios criou a regra "-μóç" ("-ismós"), que consistia em ter uma mão com o dedo mindinho no sitio de onde se tinha de jogar o berlinde e a outra continuava do dedo polegar desta, diminuindo consideravelmente a distancia de onde se tinha de jogar, até ao sitio onde jazia o berlinde alvo, este movimento é actualmente conhecido por: "bute-sacada". Enfim, o jovem Equinócio não achou piada aquele movimento, foi fazer queixinhas ao seu pai. Muitos não sabem mas, Equinócio, era filho bastardo de Agamenon. E o resto já vocês conhecem o que aconteceu depois.
E assim, até aos dias de hoje, uma simples mão acrescentada a frente de outra para mais facilmente acertar em um berlinde, se tornou no sufixo que se acrescenta as palavras para lhes conceder uma forma de substantivo activo.



NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Semanada (sem.46)

Como sabem hoje é sexta-feira dia 19 e Lisboa está parada e porquê? Porque o querido Obama está de visita à capital do nosso país. E o que temos nós com isto, é a grande pergunta? Muito, para além dos rios de dinheiro que vão ser gastos nesta cimeira à custa dos contribuintes, pessoas como eu são obrigadas a não irem trabalhar e ainda por cima a não receberem esse dia, só para não incomodar o senhor. Depois dizem que temos de apertar o cinto porque o pais está de tanga. Já para não referir o aparato policial que faz qualquer um pensar que por engano em vez de estar no oriente em Lisboa, está mesmo no oriente oriental e a atravessar as fronteiras chinesas com tantas medidas de segurança.


Todo este esbanjamento faz parecer que já é Natal. E não é que é mesmo. As pessoas já se podem deslumbrar com as magnificas luzes de Natal que já estão acesas um pouco por todo o país. Não é que eu seja contra as luzinhas ou algo assim, mas se a crise é assim tão grande não se deveriam cortar certas coisas. Uma das tristes notícias é que Lisboa não teria este ano a tão amada árvore de natal, aquela belíssima estrutura metálica incandescente que tanto nos faz lembrar do espírito natalício. Para tempos de crises nada como novas ideias e aqui fica a nossa sugestão mais económica para o natal deste ano.




E parece que está mesmo tudo umas mãos largas. Uma discoteca em Valência, Espanha, vai distribuir brinquedos sexuais como forma de atrair mais clientes. O único senão é que terão de ter menos de 20 anos, o que acho que não é muito inteligente da parte deles mas enfim… sendo assim as meninas receberão um vibrador e os meninos pilhas. Isso das pilhas será alguma indirecta?


Os vibradores são um mundo à parte e todos os dias surgem novas ofertas como é o caso desta sex-shop americana que irá por à venda um produto diferente para os apaixonados por xadrez. O tabuleiro é normal, mas as peças… O rei, a rainha, o cavalo, a torre continuam lá, porém ganharam finalidades diferentes, digamos assim. Fabricadas com silicone médico, as 32 peças transformaram-se em vibradores com formato anatómico e detalhes em dourado para serem mais elegantes. Agora, quem é que me explica as regras do jogo e será que vai estar na lista do Pai Natal de alguém?

E que estamos para dar, aqui fica o meu presente de Natal adiantado para os meninos:


Mas nem todas as mulheres se dão bem com isso, Amy-Erin Blakely de 43 anos, foi despedida por ser demasiado avantajada. A empresa onde trabalhava, em Orlando, apesar de a ter promovida 8 vezes em 13 anos de serviço parece que se via à rasca nas reuniões pois os senhores não se conseguiam concentrar. A mim parece-me que estes senhores é que deveriam ter sido despedidos por não estarem a funcionar com a cabeça certa!






E já que falamos da cabeça errada, às vezes há quem lhe queira dar mais uso do que o necessário:





NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Gelo?... Hmmmm!!!...

Acordou às 6h da manhã, já atrasada para o trabalho. Pousou o pézinho na rua e escorregou, porque não estava à espera. Desceu 3 degraus de uma só vez com o rabo e ficou deitada com a cara enterrada na neve. Passou um vizinho, começou a rir e disse-lhe: "Menina, você não anda, você desliza".
Levantou-se e disse: "Foda-se!!! O dia já começou mal..." - Dirigiu-se ao carro que era verde. Mudou de cor durante a noite, está tão lindo todo branquinho. Pegou numa espátula de plástico e começou o árduo trabalho de o limpar... 10º negativos. As luvas, tem de as pôr de lado. Ao fim de meia hora, o carro estava limpo e ela cansada, suja e atrasada. Meteu-se à estrada. Um acidente. Alguém que não sabia conduzir no gelo escorregadio. Semáforos vermelhos, filas imensas, carros parados sem bateria. Pensa em ligar para o trabalho, mas não tem o telemóvel. Quando caiu na saída de casa, o telemóvel ficou no chão. Sabia que por mais que tivesse razão, iriam dar-lhe um sermão. Chegou ao trabalho duas horas depois, estacionou o carro, saiu, e voltou a escorregar. O gelo estava já a derreter. Ficou toda suja! Levantou-se, sacudiu-se e lá foi ela. As lágrimas corriam-lhe pelo viso e congelavam. Entrou no trabalho, foi chamada imediatamente ao gabinete do chefe. Nem conseguiu falar. Em cima da mesa estava uma carta. Foi despedida! Voltou para o carro, já estava cheio de gelo novamente, mas ligou os limpa vidros para poder ver. Partiram-se! Teve de ir limpar novamente com a espátula. Voltou para casa, mais duas horas de estrada. Quando chegou, ligou ao namorado disse-lhe o que tinha acontecido. Este, também em stress por causa da neve e do gelo disse-lhe: "Andas sempre nisso. Estou farto das tuas histórias! Está tudo acabado entre nós! Ela suspirou de alívio e disse: "Até que enfim, uma notícia boa hoje".


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

De Gelo

O tema desta semana é degelo, o fenómeno ocorrido há milhões de anos atrás que nos trouxe a este inferno tórrido e escaldante, que é praticamente a mesmíssima coisa.
Como essa porra do derreter dos calotes glaciares foi no tempo da outra senhora, e eu nem me lembro assim muito bem, vou, para variar, falar de sexo!
O Calippo!!! Provavelmente o gelado de gelo mais conhecido do mundo. Está disponível por obra da Olá (Heartbrand da Unilever), e vem com vários sabores: limão, morango, coca-cola, laranja, sabores tropicais e sei lá mais o quê.
existem várias formas de comer Calippo. Existe quem o chupe, e vá chupando para que não derreta; há quem dê pequenas mordidelas e o deixe a dissolver no interior da boca, enquanto faz uma enorme careta por ter acabado de morder uma pedra de gelo; e depois também há que compre o Calippo mas que não o abre e, com as mãos, vá esfregando o gelado ainda na sua embalagem muito característica para que ele derreta, e então aí, e só aí, essa pessoa retira a capa protectora para que o possa beber, reforçando a sensação de frescura que o Calippo, este gelado de gelo transmite já há largas dezenas de anos.


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Sirigaita

A palavra sirigaita tem sem dúvida a mais bonita história de amor por trás da sua origem. Esta palavra de origem Britânica, remonta aos tempos que os Tudor, em 1485 e 1603, reinaram sobre a Inglaterra. Não, esta não é a história de monarcas cheios de tesão doidos para fornicar tudo o que mexe e tenha pernas, é a história de um pequeno rapaz de estábulo, de origem Italiana de seu nome Siri. Siri tinha 17 anos, cheio de furúnculos na cara, coitado era feio como o diabo, e não tinha sorte nenhuma com as empregadas da Casa Tudor, que preferiam, e alias algumas até o fizeram de facto, cortar os pulso a permanecer na presença de tal ser.
Edmundo Tudor, Conde de Richmond, era um putanheiro de primeira, e sovina que fazia o Tio Patinhas parecer um mãos largas, usava nessa altura uma pileca, uma égua tão velha que mais parecia uma mula, nas suas deslocações as casas das suas amantes, um dia, Siri, ao cuidar da dita pileca, apercebeu-se da forma carinhosa como a égua o olhava, farto de masturbação, e doido para enfiar em qualquer sítio seja ele qual for, Siri foi-se à égua. O amor cresceu entre os dois, e durante as duas 2 horas que Siri abusou da égua, esteve abstraído das pessoas que o espiavam do lado de fora. Aos sair do estábulo, foi saudado com palmas e risos. Siri envergonhado enforcou-se, e alguém por maldade, pensa-se que tenha sido o Conde de Richmond, por este ser um sádico filho da puta, baixou-lhe as calças enquanto Siri estava ali pendurado pelo pescoço. Mas qual foi o choque das tantas empregadas da Casa Tudor, ao ver o seu membro erecto devido ao enforcamento, e constatarem que Siri tinha-o tão grande como um cavalo, e choraram todas de desgosto. E daí deriva a palavra "sirigaita". Esta historia foi sendo esquecida ao longo dos anos, e "sirigaita" é nos tempos de hoje associada a um tipo de ave pernilonga ou uma mulher que se mete com os homens das outras.



NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Semanada (sem.45)

A Rainha Isabel II também se rendeu ao Facebook e criou uma página sobre a monarquia britânica, onde serão publicados vídeos, imagens e notícias sobre a família real. A Rainha já se tinha mostrado uma adepta das novas tecnologias quando declarou que muitas vezes falada com os seus netos por emails, a até criou uma página no Twitter e tudo. Por isso, não se admirem se da próxima vez que lerem o jornal, fiquem a saber que a Rainha de Inglaterra é uma fiel seguidora do Tertúlia Cor de Burro a Fugir.



Esta semana foi a semana das ‘quentes e boas’ e para assinalar mais um Magusto foram várias as iniciativas de diversas marcas. A Throttleman distribuiu na passada quinta-feira castanhas num eléctrico da Carris, com a ajuda do actor Ricardo Pereira e a modelo Joana Freitas, enquanto a Vodafone esteve estará desde do dia 15 ao dia 19 deste mês em diversos pontos de Lisboa também a oferecer castanhas assadas. O governo bem que podia pegar nesta ideia, e para assinalar a crise começava a distribuir alguns saquinhos de dinheiro ou cheques em branco.


Como estamos em crise, há certas retenções a fazer e o meio de transporte poderá ser uma delas. Andar de transportes públicos nas grandes cidades é mais barato, rápido e agora também oferece a possibilidade de encontrar assim o amor da sua vida. Foi com este pensamento que foi criado ‘Subway Love’ no Facebook, que permite encontrar aquela pessoa como quem se trocou um olhar mais intenso durante o caminho para o trabalho ou afins. A ideia começou no Porto, mas já se pegou também em Lisboa. Por isso para quem andas de metro comecem a ficar atentos aquele olhar!



Mas as relações já não são o que eram e a prova disso é que no México (pois, onde mais poderia ser?) uma mulher deu à luz o seu próprio neto. O óvulo foi doado por uma amiga, e o espermatozóide do filho gay de 31 anos foi fecundado em laboratório e transplantado dentro da mãe. É por isso que se diz que uma mãe faz tudo por um filho. O bebé nasceu de cesariana a 1 de Novembro e chama-se Dario. Esperamos sinceramente que contem uma boa explicação ou o pobre moço vai ser uma pessoa muito confusa!






E é pelo mundo estar como está que há ainda quem queira conseguir ter algum controlo. Com esse propósito a polícia do Sri Lanka está a procurar 83 pessoas que participaram em filmes para adultos. Nesta luta contra a pornografia, os agentes de autoridade tiveram que visionar dezenas de filmes pornográficos, maioritariamente amadores, produzidos no Sri Lanka. Este visionamento pretende reconhecer os vários actores, que poderão ficar seis meses presos. O porta-voz desta acção fez a seguinte declaração: "Esses actores estão a violar a lei e vamos identificá-los com ajuda do público e levá-los aos tribunais. Vamos continuar até conseguirmos apanhá-los todos". Mau? Com a ajuda do público? Mas isso não implica que o público veja também? E o objectivo não era precisamente o contrário??? Bem, eu cá conheço uma pessoa que é ‘perita’ na coisa e que poderá até reconhecer algumas das caras!!!


É por coisas destas que a juventude anda como anda. Duas adolescentes de 14 anos foram detidas pela polícia francesa por roubarem pessoas quando estas estavam a levantar dinheiro no multibanco. O esquema utilizado era bastante simples: enquanto uma «mostrava os seios» a um homem que levantava dinheiro, a outra roubava as notas do MB. Esta mesma fórmula foi também usada numa vítima do sexo feminino que viu depois “voar” quase 500 euros. Parece que as mulheres são mais gastadoras nestes assuntos!



NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Autódromo, que tanto me atormentas.


Tenho andado doente e dei culpas á gripe, até que descobri que a verdadeira razão era o tema que me deram esta semana para escrever. Nem sei como estou aqui a escrever isto mas vamos lá falar do verdadeiro tema; o Autródomo. Não entendo nada de Autódromos e não é por ser mulher, não é mesmo, é simplesmente porque não tenho confiaça em grandes velocidades só quando sou eu a carregar no acelerador.
Autródomo, só tenho uma coisa a dizer acerca disso, é um bem desnecessário, a meu ver claro. Enfim, o que eu fazia com o Autódromo?,... era pôr o fofinho do Socrates juntamente com toda a corja do governo sem esquecer o Durão Barroso, claro, a correr em frente a um caminhão especialmente modificado para competições de velocidade, em cueca para melhor liberdade de movimentos, fazendo-os cansar um pouco, porque se continuam assim a encher o bandulho a nossa custa, vão precisar de muito exercicio fisico para manter a elegancia que se pertende de qualquer Português que se preze. O Autódromo do Algarve, se fosse eu a mandar vendia-o aos Chineses, já que eles andam com dinheiro de sobra e podem comprar as nossas reliquias. Com esses euros, pagava uma boa parte da divida publica. Aaah, se eu mandasse se eu mandasse, mas não mando então a minha vizão da coisa é que daqui a alguns meses o povinho Português que tanto se orgulha de ter dois Autódromos um deles o maior da Europa, vai começar a comer Autódromos, beber estádios de futebol e ainda vai ser abençoado pela sua santidade o Papa quando ele cá voltar. Esse eu trocava-o pelo Schumacher, falam a mesma lingua mas este ultimo é bem mais jovem e ligeiramente mais bonito, no final das contas ainda fazia uso do belo do Autódromo.


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade.Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

AIA

Aia não é a empregada que cuida de tudo e de todos durante o dia, se deita debaixo do patrão durante a tarde, e dorme nas traseiras da cavalariça da mansão.
AIA é "Autódromo Internacional do Algarve"!! É nosso!!!
Pois... Há por aí muito boa gente feliz por termos o maior autódromo da Europa. É, deveras excitante saber que as maiores e melhores corridas, seja de carros, seja de motos, venham finalmente à nossa bela região.
E o resto? E as dívidas? E os bolsos de certas pessoas a encher, enquanto outros (que participaram na construção, divulgação...) enfrentam dificuldades perante a justiça e as Finanças portuguesas? Estarão esses também orgulhosos de termos o maior autódromo de toda a Europa?
Já agora, parabéns ao maior autódromo da Europa.
Por estas e por outras é que vou falar da outra aia! A que dorme com o patrão, a que - mas isto não é para dizer a ninguém - dorme com a patroa, com o filho dos patrões, com o jardineiro da patroa, com a cozinheira do patrão, com o cão, com o gato, com o cavalo e com a burra Clotilde!!!!


NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

Parabéns! (?)


Dizem que o autódromo fez anos a semana passada. É impressão minha ou não houve festa de arromba? Nem pompa, nem circunstância! Verdade seja dita que não ligo muito àquilo. Ainda não fui lá, nem faço planos a longo prazo para ir.
Bem, também é verdade que não me incomoda que aquilo exista. Passo bem os meus dias sem me lembrar do autódromo. Às vezes ouço um barulho de motor, como se ouvíssemos carros a grande velocidade a passar numa estrada bem longe. Mas isso também não incomoda.
O certo é que não faço a mínima ideia do que dizer do autódromo. Por isso, olha, Parabéns! Caso não seja realmente o aniversário do autódromo, já fica dito. 
 

© Joaquim Guerra

PS: Este texto fica para a história como o mais curto, não?

NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!