segunda-feira, 14 de março de 2011

Parece Bruxedo em Oz...

Os políticos honestos são como as bruxas: Não acredito que elas existem mas que las ai, las ai...


O livro "A bruxa de Oz" de Gregory Maguire pega na historia imortalizada no cinema pela MGM nos anos 40, "O Feiticeiro de Oz", e dá-lhe um novo ponto de vista. No filme baseado nos livros de L. Frank Baum "The Wonderful Wizard of Oz", Dorothy Gale interpretada pela actriz Judy Garland, é a heroína, a protagonista e vemos a acção decorrer segundo as suas decisões e dos seus companheiros o Leão Cobarde e o Homem de Lata, sempre com o irritante Tóto (o raio do cão) atrás. Estou a brincar, eu gosto do filme e do cão, mas ainda gosto mais depois de ter lido o livro de Gregory Maguire. Este livro deu profundidade socioeconómica ao país de Oz, e tirou os vilões do estereótipo do "mau porque sim". Esta concepção do mau e o bom é infantil e deixa de nos satisfazer com o tempo, porque em adultos sabemos perfeitamente que as coisas nunca são preto e branco, são cinzentas, e neste livro vemos toda a história do pais de Oz pelos olhos da Malvada Bruxa do Oeste: onde nasceu, a infância, (para quem nunca viu o filme não leia esta parte...) até a sua morte às mão de Dorothy, a malvada, quando esta lhe atirou um balde de água por cima!




Aconselho, é um romance muito bem escrito, com alguma trama politica e, acreditem ou não, cenas se sexo envolvendo a tal Bruxa Malvada do Oeste... (já vos estou a ver a imaginar a bruxa vestida de cabedal tipo Dominatrix e chicote...)

Bem, se gostarem, como eu, de descobrir o que levou determinado vilão a ser como é, e se gostam de tramas politicas, temperadas com dramas amorosos e familiares, este é o vosso livro, Gregory Maguire pegou na fantasia de "O Feiticeiro de Oz" e deu-lhe um ligeiro banho de realidade, e às vezes até nos esquecemos que estamos a ler sobre seres que só existem nas fábulas!







Sinopse:

Quando Dorothy triunfou sobre a Bruxa Má do Oeste no clássico O Feiticeiro de Oz, de L. Frank Baum, apenas conhecemos a sua versão da história. Mas, afinal, quem era esta misteriosa Bruxa? De onde veio? Como se tornou tão malvada? E qual é, então, a natureza do mal? 
A Bruxa de Oz conta a história de Elphaba, uma menina de pele verde, insegura, rejeitada tanto pela mãe como pelo pai, um pastor reaccionário. Na escola ela também é desprezada pela sua colega de quarto Glinda, a Fada Boa do Norte, que só quer saber de coisas fúteis: dinheiro, roupas, jóias. Neste contexto, ela descobre que vive num regime opressor, corrupto e responsável pela ruína económica do povo. Elphaba decide, então, lutar contra este poder totalitário, tornando-se na Bruxa Má do Oeste, uma criatura inteligente, susceptível e incompreendida que desafia todas as noções preconcebidas sobre a natureza do bem e do mal.


Críticas de imprensa:


Um dos melhores romances de fantasia de sempre. Para guardar na estante entre a Alice no País das Maravilhas e O Senhor dos Anéis.

Gregory Maguire cria um mundo de fantasia tão fértil e vívido que Oz nunca mais será o mesmo.
Mais de 2 milhões de exemplares vendidos nos EUA. Mais de um ano no top do New York Times.


«Um espantoso feito literário. Maguire criou uma das grandes heroínas da literatura fantástica.» (Los Angeles Times)



«Um livro espantoso.» (John Updike)

«Maguire combina humor mordaz com pessimismo, nesta meditação fantástica sobre o bem e o mal, Deus e o livre arbítrio, que cativará os fãs de fantasia.» (Publishers Weekly)

«Guarde um espaço na estante entre Alice e O Hobbit — será um espaço bem merecido.» (Kirkus Reviews)

«Um misto de suspense, romance fantástico, ensaio psicológico e parábola política. Simplesmente fascinante.» (New York Newsday)


Noticias extra:

Mila Kunis cotada para ser bruxa do reino de Oz
Atriz de "Cisne Negro" pode ser a grande vilã no filme inspirado em "O Mágico de Oz"


Especulações agitam os preparativos de "Oz, The Great and Powerful", novo filme que faz uma espécie de remake do clássico de 1939 "O Mágico de Oz". Na verdade, o filme conta a história que aconteceu antes do surgimento do reino de Oz, imortalizado na produção estrelada por Judy Garland.

http://gente.ig.com.br/mila+kunis+cotada+para+ser+bruxa+do+reino+de+oz/n1238035303759.html







NOTA: Todo o conteúdo deste blog é baseado em factos reais sendo que se torna muito difícil distinguir a ficção da realidade. Todas as imagens neste blog são descaradamente roubadas aos seus legítimos proprietários, desculpem lá qualquer coisinha!

8 comentários:

  1. Mais um para a lista!
    Cenas de sexo??? Com quem? Com os macacos? :p

    ResponderEliminar
  2. pois... cenas de sexo... mas mesmo assim não me deu grande vontade de ler... LOL LOL LOL

    desculpem, mas é um livro que me parece pouco interessante.

    ResponderEliminar
  3. ora e o direito de opinião?

    Dário estás processado!... LOL

    ResponderEliminar
  4. espera, tu não gostas é do livro certo? lol

    ResponderEliminar
  5. ah bom, assim não estas despedido... lolololol

    ResponderEliminar

A opinião veiculada nos comentários é a dos seus autores e não do Tertúlia Cor-de-Burro-a-Fugir.
Será responsabilizado o autor de qualquer comentário susceptível de lezar o bom nome, a honra ou a imagem de pessoas ou instituições, bem como o autor de qualquer comentário injurioso, ofensivo ou contrário às leis portuguesas... (Por outras palavras, vamos ter o direito de vos chamar nomes também!)
Qualquer comentário pode, a qualquer momento, ser rejeitado ou retirado pelo Tertúlia Cor-de-Burro-a-Fugir, sem necessidade de justificação... E mais nada!